Parece que foi ontem, mas já se passaram 18meses! É verdade a minha pequena Nônô completa hoje um ano e meio de vida!
Costumo dizer esta expressão vezes e vezes sem conta, mas, porque é mesmo o que sinto. Parece que foi ontem que a tive nos meus braços pela primeira vez, mas já passou tanto tempo.

Por esta altura estamos a passar pela fase das birras, a Leonor quer estar no nosso colo, se a pomos no chão começa a chorar, agarra tudo o que não deve e mal lhe tiramos o objecto da mão, põe-se de cócoras a chorar. 
Sempre que a contrariamos chora. 
É exaustivo, mas faz parte.

Com 18 meses, já anda super bem, por vezes tenta correr, sobe e desce escadas (sempre connosco perto claro), já produz algumas palavras, entre elas (olá, tchau, papá, mamã, pápa, titi (tia), bebé, dá). Insiste que já consegue fazer algumas coisas sozinha e fica chateada quando a ajudamos.
Sinto que ela percebe grande parte daquilo que lhe digo, e vejo que se esforça para comunicar comigo, apesar de que, a forma que mais prefere usar é apontar para as coisas que quer.
A Leonor está a passar uma fase crucial no que trata à educação. Tento ao máximo contrariar as birras que faz, e sempre tentando ser branda com ela.

Não quero criar um Robot, quero apenas que com o tempo ela vá distinguindo o sim do não e o correto do errado. Só assim conseguirá não fazer uma birra quando ouvir um não ou quando for contrariada. Se é difícil? Claro que sim. Mas a seu tempo acredito que vou conseguir.
Um beijinho
Mamã da Nônô
Share:
Ivânia Rodrigues
Written by Ivânia Rodrigues
Nasci em Faro numa tarde de Outono, em Outubro de 1990. Rapariga de boas notas e sempre certinha na escola, fui até à universidade onde estudei psicologia.