Sexta-feira foi a festa de Natal da Leonor. Este ano foi vestida de abelha, lá fizemos o fato em casa e até que ficou bonito.
Mas, a Leonor DETESTA usar tudo o que seja máscaras, tules, acessórios fora do normal, e DETESTA ainda mais, ter muitas pessoas a olhar para ela.
Esta festinha tinha tudo para correr mal à Nônô… e correu!
Esteve no palco 2 ou 3 minutos a chorar e a tapar a cara, cheia de vergonha por estar á frente de tanta gente.
Foi “socorrida” pelo pai, e terminou a ver o resto da festinha no nosso colo através de uma porta.
Tal como no ano passado, a festa deste ano transmitiu uma mensagem super bonita.
Houve um dia em que o arco-íris “acordou” em tons de cinza e branco.
Estava sempre sozinho, e por se sentir tão  só  e triste, acabou por ir perdendo as cores.
Então, houve uma estrelinha que teve a ideia de falar com os animais para ajudarem a dar novamente côr ao arco iris.
Os animais foram aparecendo, uns davam amor, outros amizade, outros carinho, e todos eles iam pintando cada um com uma cor diferente, as riscas do arco-íris.
Todos juntos conseguiram tornar o arco-íris colorido novamente.
Tal como nós, se estivermos sempre sozinhos, começamos a sentir-nos tristes, deprimidos e os nossos dias vão perdendo a côr.
Acho tão bonito começar-se desde tão cedo a transmitir estas mensagens aos nossos pequeninos.
Afinal, ums sem os outros não somos nada!

E a festa dos vossos pequeninos, correu bem?

Um beijinho
Mamã da Nônô

Share:
Ivânia Rodrigues
Written by Ivânia Rodrigues
Nasci em Faro numa tarde de Outono, em Outubro de 1990. Rapariga de boas notas e sempre certinha na escola, fui até à universidade onde estudei psicologia.